Índia tá na moda - parte lll

barracos onde vivem milhares de Indianos

A Índia é o sétimo país do mundo em extensão, e abriga a segunda maior população do globo: cerca de 1 bilhão e 100 milhões de habitantes. Por volta de 2050, é provável que a Índia ultrapasse a China e se torne a nação mais populosa do planeta, com quase 1,6 bilhões de pessoas. Nova Déli, com mais de 10 milhões de pessoas, é a capital do país.
Muitos indianos vivem em grandes aglomerados urbanos, como Mumbai (ex-Bombaim) o maior deles, com mais de 15 milhões de habitantes.

Um terço da população indiana tem menos de 15 anos, com uma população tão jovem, o governo tem sérias dificuldades para fornecer educação, saúde e alimentação adequadas ao povo. Problemas como analfabetismo, proliferação de doenças e mortalidade infantil abundam no país.

Hoje na Índia 300 milhões vivem abaixo da linha de pobreza, e 600 milhões vivem em extrema na pobreza.

Com tudo isso os indianos contribuem muito nos avanços na tecnologia da informação, pois a Índia hoje tem exportando Phd's na área de INFORMÁTICA principalmente para a Europa e EUA.

A variada economia indiana abrange a agricultura tradicional e moderna, artesanato, uma ampla diversidade de indústrias modernas e inúmeros serviços. Os serviços são a fonte principal do crescimento econômico, responsável por mais de metade da produtividade do país, mas usando menos de um terço da sua força de trabalho. A agricultura é que consome a maior porcentagem dos trabalhadores, cerca de 60%. O crescimento da economia nos últimos dez anos fez a pobreza retroceder



fontes:
www.orepelaindia.com.br
e Google


" Até aqui nos ajudou o Senhor"

2 comentários:

Matias Borba disse...

Irmã Tania,
Graça e Paz!

Seu blog está se tornando uma fonte de informações valioss para a cominidade Cristã, Parabéns!

Precisamos muito orara sempre por este País.
Deus abençoe!

07 fevereiro, 2009
Anônimo disse...

ola!!
seu blog ta muito legal!!!!!
refletindo e testemunhando o amor de Deus para todos que visitam!!!
bjs!!!
rapha.

09 fevereiro, 2009
Ocorreu um erro neste gadget