Como nos Preparar para as Provas?


Deus revelou que iríamos sofrer e que seríamos provados. É nossa a responsabilidade de nos preparar para estas provas. Quando me refiro a nos preparar, não estou falando em sermos ansiosos, pois se preparar é muito diferente de ser ansioso. De nada adiantará ficar ansioso ao fazer um exame no colégio, embora será um grande benefício se nos prepararmos para este exame. Como podemos estar preparados de antemão para as provas?

Precisamos Aprender a Confiar em Deus por Meio de Sua Palavra

Uma semente requer tempo para germinar. Devemos semear a Palavra de Deus em nossa mente antes que surjam as provas. É uma medida de prevenção (Salmo 119:11). Jesus Cristo pôde citar as Escrituras e ser fortalecido por elas. Observamos esta defesa enquanto era tentado pelo diabo (Mateus 4:4,7,10) e no caminho ao Calvário (para que as Escrituras se cumprissem – Mateus 26:54,56). As promessas de Deus são a nossa fonte de poder. Não somos capazes de vencer qualquer tentação sem a sua ajuda. Devemos dedicar tempo ao estudo das mensagens que Deus enviou a seus servos em meio às provas. Consideremos os exemplos de servos como Jó, Davi (Salmos) e os cristãos perseguidos (1 Pedro, Apocalipse, Filipenses). Josué se fortalecia quando trazia as palavras de Deus em sua memória e considerava estas promessas quando ia à batalha (Josué 1:9). Deus promete estar sempre perto e disponível quando tivermos problemas (Salmo 46:1-7). A única maneira de estar contente é confiar nas promessas do Senhor (João 15:5-6).

Deus promete acompanhar-nos até às profundidades das tribulações e levar-nos às alturas da vitória sobre as provas (1 Pedro 5:6-7). Quando existem provações, isto não significa que Deus não esteja conosco (Romanos 8:28-39; Salmo 37:1,11). Somente nós mesmos podemos rejeitar a promessa da vitória no céu com Cristo, e jamais devemos fazer isso (Romanos 8:18).

Precisamos Aprender a Confiar em Deus por Meio da Oração

Durante uma grande tormenta, não seria a melhor ocasião para aprender a navegar em um barco a vela. Quando uma pessoa se encontra em meio a provações não seria esta a ocasião mais adequada para aprender a orar. Quando surgiu a crise mais difícil na vida de Jesus, ele fez o que já era de seu costume: orar (Lucas 22:39-41). Nós devemos aprender agora a confiar no poder da oração. Veja as promessas maravilhosas em Marcos 11:24 e João 14:13-14. Se não pedimos, não receberemos (Tiago 4:2). Isto inclui a confiança na sabedoria de Deus (Mateus 26:39; 1 João 5:14-15; 2 Coríntios 12:7-10) e na bondade de Deus (Mateus 7:7-11). Podemos ficar frente a frente com as provas, confiando na orientação e na correção que vêm de Deus (Salmo 23:4).

Precisamos Aprender a Confiar em Nossos Irmãos na Fé

Não devemos nos isolar quando estivermos sofrendo por causa das provas nesta vida. Nós não devemos nos esquecer do princípio bíblico: “Melhor é serem dois do que um...” (Eclesiastes 4:9-12). Até mesmo Jesus procurou o apoio moral e espiritual de seus discípulos amados (Mateus 26:36-41).

O exemplo de Jesus é um princípio que acredito ser de fundamental importância para o corpo de Cristo (Gálatas 6:2-3). Devemos desenvolver este tipo de comunhão e confiança com os irmãos. A igreja tem um papel importante nesta necessidade fundamental do ser humano, na maioria das vezes melhor do que a própria família. Normalmente é preciso criar a comunhão, pois ela não vai aparecer espontaneamente. Você é o tipo de pessoa que um indivíduo atribulado busca quando tem problemas ou passa por alguma prova?

Conclusão

Oramos? Então vamos semear a semente. Não temos o hábito da oração? Precisamos aprender a orar. Melhor serem dois do que um somente.

por Valmir Sousa

1 comentários:

Wilma Rejane disse...

Graça e paz, Tânia!

Uma vida com oração, faz muita diferença! E se orarmos por coisas que muitas vezes achamos não ser preciso orar, por considerarmos pequenas o mundo certamente seria diferente.

Tânia, passei também para te convidar a participar da promoção de Natal em meu blog que está sorteando exemplares da segunda publicação do meu livro.

Obrigada,

Deus a abençoe, com toda sua família.

20 dezembro, 2011
Ocorreu um erro neste gadget