Quem são os Mórmons ?




O Mormonismo
( Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos últimos dias)

Introdução: 

Embora os Mórmons sejam um povo aparentemente simpático e tenham um programa de beneficência social igual aos melhores do mundo, o mormonismo é uma das piores seitas falsas de que se tem conhecimento. São verdadeiros lobos vestidos de cordeiros. Os missionários dos Mórmons são bem treinados em seus métodos, e quem é crente só de nome é presa fácil para seus argumentos. Entretanto, uma pessoa que realmente nasceu de novo não cairá em suas presas doutrinárias, porque sua regra de fé e prática é a Bíblia sagrada.


Breve Histórico do Mormonismo:

 O "profeta" dos Mórmons, Joseph Smith Júnior, nasceu em 23 de dezembro de l805 em Sharon, Estado de Vermont. Foi criado na pobreza e superstição. Em 1820, aos quinze anos, já residentes em Palmira, estado de Nova Iorque, participou de um grande movimento evangelístico na região, e ao orar num bosque (segundo ele), perguntando a Deus qual Igreja devia pertencer, apareceram-lhe dois anjos resplandecentes e lhe disseram que todas as igrejas estavam desviadas; e que ele não se unisse a nenhuma. O evangelho de Cristo em breve seria restaurado. Veja Gl 1.8,9.

a) A Segunda visão de Smith: Segundo o relato do próprio Smith, apareceu-lhe o "anjo" Moroni, que, segundo fez crer, havia vivido naquela mesma região há uns 1400 anos. Ainda conforme o relato de Smith, Mórmon, o pai de Moroni, um profeta, havia gravado a história do seu povo em placas de ouro. Quando estavam a ponto de serem exterminados por seus inimigos, Moroni teria essas placas ao pé de um monte próximo do local onde hoje é Palmyra. Nessa visão, Moroni teria indicado a Joseph Smith o lugar onde as placas teriam sido escondidas, e lhe emprestou umas pedras especiais, um certo tipo de lentes, chamadas, "Urim e Tumim", com as quais Joseph Smith poderia decifrar e traduzir os dizeres dessas placas.

b) Fundação da Igreja Mormon: Joseph Smith encontrou quem o aceitasse como profeta e fundou uma Igreja com seis membros. Esta, no conceito dele era a única igreja verdadeira. Somente nela se conseguiria a salvação da alma. Os crentes deviam edificar uma teocracia, isto é, teriam seu próprio governo civil sob a direção. Smith, o profeta, seria o presidente. Teria a ajuda de doze apóstolos. Os que não recebiam a mensagem eram chamados de "gentios". Uma série de "revelações" de Jeseph Smith foi desenvolvendo a doutrina da Igreja e transformado-a em um politeísmo, conf. Doutrinas e Convênios.(Livro da seita).

c) Perseguição à Igreja Mormom e seus Motivos: Devido à doutrina da poligamia, Smith e seus seguidores sofreram várias perseguições, razão pela qual eram levados a peregrinar de um a outro ponto da América, procurando onde estabelecer uma colônia e fundar o reino de Deus. Encontraram acolhida em Illinois, onde erigiram a cidade de Nauvoo. Aí acusado de grosseira imoralidade falsificação, Smith foi preso, e uma turba enfurecida invadiu a cadeia e, a tiros, matou Smith e a seu irmão Hyrum. Veja (2 Co 4.4).

As doutrinas do Mormonismo

Primeiramente é bom destacar que o Mormonismo não é um grupo doutrinário que esteja dentro do corpo cristão. Esta igreja prega um Deus diferente, um Jesus diferente, e um céu e inferno diferente. Ela ataca a integridade da Bíblia, e proclama um outro evangelho. Suas doutrinas "eternas" ou "evangelho" e plano de salvação são dirigidos pelo deus desta terra através de um profeta, "vidente e revelador" onde os membros devem demonstrar obediência total, se quiserem ganhar a vida eterna.

a) Doutrina Sobre a Bíblia: Os Mormons dizem crer na Bíblia até onde ela se haja conservado com a tradução correta. Afirmam que a "Igreja apóstata" tem corrompido gravemente, tirando muitas partes e acrescentando outras. Publicaram sua própria versão da Bíblia. A confrontação da Bíblia atual com manuscritos antigos faz ver que Deus admiravelmente tem conservado sua Palavra livre de tais alterações e corrupções. Os Mormons dizem também que os profetas vivos valem mais que todas as Bíblias. Veja Ap 22.18,19; Pv 30.5,6.

b) Doutrina sobre Deus: O Mormonismo ensina que há muitos deuses. Os livros sagrados desta Igreja se contradizem com respeito a esta doutrina. No princípio ensinavam que havia um só Deus, seguindo a doutrina unitária que havia um só Deus, seguindo a doutrina unitária que se encontra no livro de Mórmon, e na tradução que Jeseph Smith fez da Bíblia. Mais tarde a igreja ensinava que havia três deuses, negando a unidade do Pai, do Filho e do Espírito. Depois seus ensinos se converteram num politeísmo radical no qual todos os fiéis chegam a ser deuses. 
Contra o politeísmo veja Ex 20.1-3; Dt 6.4;4.33,34,35,39; 1 Rs 8.60; Is 45.5,6,12,21,11; Joel 2.27 etc.

c) Doutrina Sobre Jesus Cristo: Dizem que Jesus Cristo foi o Filho de Deus-Adão e Maria. Não foi gerado pelo Espírito Santo, mas por geração natural. Chegam ao absurdo de dizer que Jesus teve várias esposas, entre elas Marta e Maria, as irmãs de Lázaro, e Maria Madalena. Foi desta maneira que pôde "ver sua linhagem" antes de sua crucificação. As bodas de Caná, segundo eles, eram do próprio Jesus e que Joseph Smith foi um de seus descendentes, a linhagem prometida. Para quem conhece a Bíblia não terá dificuldades para refutar esses absurdos heréticos. 
Veja Mt 1.18-23; Lc 1.26-35. Em relação às bodas de Caná é ó ler o texto para constatar que Jesus foi apenas convidado para o casamento.


Doutrinas sobre o pecado e a salvação

Ensinam que Adão teve de desobedecer a um dos mandamentos de Jeová para poder cumprir outro mais importante, o de povoar a terra. Pela desobediência de Eva ela foi condenada à mortalidade. Para poder retê-la como esposa e povoar a terra, ele também teria de fazer-se mortal. Sabiamente desobedeceu também para que a raça humana pudesse nascer. Refutação: A bíblia não atribui nenhuma sabedoria à escolha de Adão, pelo contrário desobedeceu a consciente conf. 1 Tm 214; Rm 5.12-19.

a) A Expiação: O Mormonismo ensina que Jesus Cristo expiou somente o pecado de seu Pai, Deus-Adão, Isto fez possível a libertação da humanidade dos efeitos da queda, porém não era para remir o homem dos pecados individuais. Refutação: Se a pessoa negar a divindade de Cristo, nega também, logicamente, a doutrina cristã da expiação. A Bíblia ensina que Jesus Cristo levou o nosso pecado, e não somente os de Adão (1 Jo 2.2; 3.5; 4.10; Is 53.4-6,12;Jo 1.29;1 Co 15.3; Gl 1.4;Hb 1.3;1 Pe 2.24).

b) Batismo pelos mortos: Ensinam que aqueles que morrem sem ter sido batizados na Igreja dos Mórmons, terão oportunidade de ouvir a pregação da verdade no mundo dos espíritos, Muitos crerão, mas não terão ali oportunidade de se batizar para serem salvos. Portanto, os fiéis que ainda vivem, devem batizar-se em lugar de cada defunto cuja conversão deseja. Para essa doutrina citam 1 Pe 3.18-20 e 1 Co 15.29. Refutação: As Escrituras ensinam que hoje é o dia da salvação e que não há outra oportunidade depois da morte. Veja 2 Co 6.2; Hb 927; Mc 16.15,16 etc.

c) A Teocracia: Os Mormons ensinam que o sacerdócio de sua Igreja é o governo de Deus na terra. Os que rejeitam serão condenados. Refutação: Já vimos que a salvação depende da fé em Cristo, não de ser membro de uma Igreja (At 16.31; Ef 2.8). Os cristãos através dos séculos têm chegado a ser membros do reino de Deus, ao receberem o Rei em seus corações e fazê-lo Senhor de sua vida (Rm 14.17).


Refutações Bíblicas

O árbitro maior da fé cristã é, não a teologia seca e morta, nem as alegadas "visões" de homens, sejam, eles quem forem, mas a Bíblia sagrada. E é à luz dos seus ensinos que as crenças do mormonismo são refutadas. A regra de fé e prática do cristianismo sempre foi a Bíblia sagrada.

a) Sobre a Bíblia e Deus. A Bíblia sagrada fala de si mesma como: O Livro dos séculos (Sl 119.89; 1 Pe 1.25); Divinamente inspirada (Jr 36.2; 2 Tm 3.16; 2 Pe 1.21); poderosa em sua influência (Jr 5.14; Rm 1.16; Ef 6.17; Hb 4.12). Absolutamente digna de confiança ( 1 Rs 8. 56; Mt 5.18; Lc 21.33); pura (Sl 19.8; verdadeira (Sl 119.142) etc. Sobre Deus: Deus e Adão são pessoas distintas. Deus é o criador(Gn 1.26), enquanto que Adão é criatura de Deus( Gn 1.27). Deus não é homem (Nm 23.19). Deus é Espírito (Jo 4.24) etc.

b) Sobre Jesus Cristo e sobre a Igreja: Jesus Cristo foi gerado por obra e graça do Espírito Santo ( Lc 1.35). Dizer que Jesus era casado, e que as Bodas de Caná da Galiléia foi a festa do seu próprio casamento, demonstra ignorância quanto à exegese de João 2.2. Muito mais que isto, constitui-se num abominável ultraje à pessoa do Salvador Jesus Cristo. A Igreja foi estabelecida por Jesus (Mt 16.18). Está fundamentada em Jesus (Mt 16..16,18), é vitoriosa sobre o inferno pelo poder de Jesus (Mt 16.18).

c) Batismo pelos mortos, Matrimônio e o castigo eterno: Não há nenhuma referência na Bíblia, nem na história eclesiástica quanto ao batismo pelos mortos como uma prática da Igreja. Pelo contrário, em 1 Co 15.29,30 Paulo faz uma represália. Matrimônio: Segundo a Bíblia, os ressuscitados serão como os anjos, não se casam nem se dão em casamento (Mt 22.30). Sobre o castigo eterno: Ver 1 Jo 2.17; Mt 25.46; Jo 6 51 etc. Ap 2.15.


Conclusão: 

"Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo'" (1 Jo 4.1). Na história do mormonismo se vê o perigo de seguir personalidade em vez de aderir-se à doutrina sadia. Tal como a popularidade de Joseph Smith cegou seus seguidores para suas faltas e falsidade de sua mensagem, surgem problemas similares ainda hoje. Existem muitos falsos doutrinadores com muita popularidade em nossos dias.



Autor Desconhecido.
fonte:

14 comentários:

Rodrigo A. Oliveira disse...

Olá Tânia,

Conheço muito bem a Igreja De Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons). Fui membro por 10 anos (inclusive fui bispo lá por certo tempo).
Lá existem pessoas muito boas, mas, que são cegadas e robotizadas em função de uma doutrina que mistura a lógica humana às escrituras. As pessoas passam a ver as coisas de um ponto de vista onde o que fazem aqui lhes garante ou não um lugar no céu. O grande problema disso é anular a graça tal como conhecemos e assim, dizer que o homem e seus ritos religiosos podem operar a salvação ou exaltação (como lá é pregado).
Tenho muitos amigos lá que são boas pessoas, mas, que um dia, como eu, abrirão os olhos para a verdade.
Post simples e direto. Se quiser saber mais sobre os "Mórmons" entre em contato.
Grande abraço.

04 agosto, 2010
Anônimo disse...

Sabe Tania, as pessoas deveriam se preocupar em divulgar o bem e não o mal. Falar mal de outras religiões significa que vc não tem segurança naquilo que vc crê, por isso é que os mórmons não falam de outras religiões como estas fazem, apenas falam de si e sua crença. Procure ter o Espírito Santo primeiro antes de sair falando o que não sabe.

05 agosto, 2010
renato disse...

Moça, sinto muito por você, tão grande ignorância e preconceito a uma Igreja Cristã que faz mais pelo ser humano do que qualquer outra organização existente nesse nosso mundinho; sugiro a você que procure a Nosso Senhor e ore a Ele por intermédio do seu filho Jesus Cristo nosso salvador, peça que Ele abra sua mente, que clareie e purifique seus pensamentos para que um dia você possa encontrar a Verdade e o Evangélio de Jesus Cristo e quem sabe depois disso você possa usar esse dom que tem com a escrita para evangelizar; uma alma, apenas uma alma que você um dia trouzer a Jesus Cristo (mesmo que seja a sua) você sentirá e saberá para a eternidade quão grande é a graça de Deus para com seus filhos.
Fraterno abraço a você irmã Tânia.
José Renato S. Neto (Cristão SUD).
renatosneto@ig.com.br

05 agosto, 2010
Anônimo disse...

Bom dia, senhorita.
Pra criticar ou "falar mal" de alguma coisa, precisa-se primeiro conhecer. Tão conhecedora da Biblia como se diz, então leia No Livro de Tiago capítulo 1, versículo 5. e depois comente. Sou membro da Igreja de Jesus Cristo dos Ultimos Dias há 28 anos, nunca falei de outras religiões, pq o que elas fazem ou deixam de fazer não me interessa. Somente me interessa no que eu acredito.
Vamos orar e sentir em nossos corações o que devem sair de nossas bocas ou de nossas escritas.
Um abraço Senhorita Tania.
Helen

06 agosto, 2010
Prof. Rogério Fagundes disse...

Aff, é muito fácil ter argumentos sem debates.
Me diga uma coisa Tânia, vc sabe destas coisas por vc mesma, ou está pegando um texto de outra pessoa?

07 agosto, 2010
Isa disse...

Nossa,eu não conhecia a doutrina desta igreja mas pelo visto, nos comentários anteriores, há alguns equívocos. Enfim valeu pela matéria e que Deus abençoe a todos.

Com carinho

Isa

Aguardo sua visita

14 agosto, 2010
GEFERSON CARVALHO disse...

1 – ALGUMAS MENTIRAS DE JOSEPH SMITH


Era comum à Joseph atualizar e enxertar partes novas em revelações antigas. Assim, parecia que as doutrinas e práticas da igreja estavam sendo reveladas em um crescente, de forma lógica e sequencial, tal como descrito pela história mórmon oficial.

O próprio Smith referiu-se a este processo de revisão como revelação contínua. Outros a chamam de inovação teológica, revelações de conveniência, ou imaginação criativa.

Joseph Smith organizou a publicação de um conjunto de revelações no Livro dos Mandamentos, mas os Missourianos destruíram a imprensa em 1833, antes que o empreendimento fosse concluído. Poucas cópias foram salvas.

Dois anos depois ele publicou outra versão com as revelações originais revisadas e acrescentou outras revelações, chamou o livro de Doutrina e Convênios. Apologistas alegam que o material acrescentado foi apenas para tornar as revelações mais claras para o leitor. (Melvin J. Petersen "A Study of the Nature of and Significance of the Changes in the Revelations as Found in a Comparison of the Book of Commandments and Subsequent Editions of the Doctrine and Covenants", Master's thesis, BYU, 1955, typed copy, p.147).

Porém, as pessoas próximas a Joseph falam outra coisa.

David Whitmer (foto ao lado), um colaborador próximo de Smith, foi talvez o adversário mais feroz em relação às revisões. Ele considerava que as revelações originais eram inspiradas por Deus, e questionou as revisões das revelações que haviam sido dadas à Smith com poder e autoridade divinas. (Letter written by David Whitmer, published in the Saints' Herald, February 5, 1887).

Os membros SUDs atuais desconhecem as significativas revisões. Eles não sabem que o significado de algumas das "revelações" se inverteu completamente.

David Whitmer e outros levantaram a questão se Joseph Smith recebia as revelações de Deus ou se elas se originavam em sua própria mente, em seu próprio favor.

23 setembro, 2010
eddy.nunes disse...

Tânia Regina,é incrível, como as pessoas tende a se revoltar, quando elas ou algo em que elas crêem, são confrontadas, e desmascaradas.
O importante Tânia, é que vc esta cumprindo o seu papel aqui na terra, como luz deste mundo, dissipando as trevas, sua parte foi feita quanto a esta seita chamada Mórmon, se eles querem continuar no erro ai já problemas deles.
Desta forma eles estão se enquadrando, no texto de Apocalipse;18:04; Leiam todo texto e entenderão.
Tânia que a Graça e a Paz do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo permaneça sempre em sua vida.

Eddy,
http://ketuviim.wordpress.com/

12 fevereiro, 2011
morian disse...

Olha eu axo,que você deveria primeiro conhecer a igreja e pesquisar primeiro a historia da igreja.Pois tem muita coisa no seu blog que é mentira.São acusações ridículas.Minha filha saia dessa marginalidade da ignorancia,pra depois você falar alguma coisa.
até mais

23 maio, 2011
Anônimo disse...

Em Tiago 1:26 diz: Se alguém entre vós cuida de ser religioso, e não refreia a sua língua, antes engana o seu coração, a religião desse é vã. E pode ler o 27 também, vc precisa. E Tiago 1:5-6. Sou cristão sud e presto o meu Testemunho que a Igreja de Jesus Cristo é o reino de Deus aqui na terra. Que o Livro de Mórmon é outro testamento de Jesus, q temos um Profeta e vivo (Amós 3:7) e q no Templo podemos batizar os mortos (I Coríntios 15: 29) e ser selados junto a nossa familia para que um dia possamos voltar a presença de Nosso Pai Eterno. Amo o verdadeiro evangelho.
Por: Angélica Barbosa e p mais alguma coisa esse é meu e-mail angelica-sud@hotmail.com

06 junho, 2011
Anônimo disse...

Oi, querida, nossa, voce com certeza não tem o espirito santo com voce, como voce fala mau de uma coisa se voce nem conhece, somos muito diferente de outras religiões e acreditamos plenamente na plenitude do evangelho, que cristo vive e que só atraves dele teremos a salvação.
Outra coisa, como uma pessoa que foi Bispo da Igreja que foi conferido o SACERDOCIO fala mau da igreja, nossa, que tristeza.

30 setembro, 2011
Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkk olha vejo essa discussao e me sinto tao bem como estou ja fui da igreja e nao quero mais meus olhos se abriram, sim as pessoas q estao la sao boas e cegas, vc pode ser bom sem acreditar numa falsa profecia vc pode ter fé´em jesus sem perder sua bondade como ser humano no meu ponto de vista acredito que essa religiao e uma mentira nenhum anjo desde aqui na terra para dizer onde estar um livro em placas de ouros, a religiao e uma forma de dominar o mais fraco. vivo em mundo que outros tambem vivem mas nem sempre sentimos o mesmo mundo a religiao eh isso pra dominar a cabeça das pessoas. cabeças fracas discutem religiao cabeças fortes falam de religiao

05 dezembro, 2011
Anônimo disse...

Que coisa feia Tãnia.

16 janeiro, 2012
Anônimo disse...

Ola tania tudo bom? Que bom,como voce fala que Os Mormons Sao do Diabo, e sendo que nos acreditamos em jesus Cristo e Deus e no Espirito Santo! sou Missionario da IGreja,e Me encontro no Rio grande do Sul e ajudo todas as Pessoas, Só digo uma Coisa para voce No Agradavel Tribunal de Deus voce ira ver,sinto pena pois voce ira se arrepender de tudo

27 outubro, 2012
Ocorreu um erro neste gadget