Bebês do futuro podem ter três pais biológicos



Não seria sublime reunir suas duas mamães e seu papai para a ceia de Natal? Acredite: um cenário como esse não está muito longe de existir. Segundo o jornal inglês Daily Telegraph, cientistas japoneses conseguiram fertilizar com sucesso um óvulo “combinado”, ou seja, que contém o núcleo do óvulo da mãe – que contém o material genético – inseminado em um óvulo doado. A experiência evitaria casos de má-formação do feto durante a gravidez, sobretudo em mulheres mais velhas.



É claro que o experimento anda gerando muita polêmica na comunidade científica, mas isso não impediu que 31 óvulos fossem inseminados até agora. Não é a primeira vez que uma tentativa de reconstrução de óvulos dá certo: em agosto, um grupo de pesquisadores na universidade de Oregon conseguiu gerar macacos a partir de óvulos “aprimorados”. Na ocasião, os cientistas substituíram mitocôndrias danificadas por outras mais saudáveis e tudo correu bem. Mas e aí: com quem você acha que as crianças geradas por três pais deveriam ficar?

Por Cláudia Fusco

Blog Superblog

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget