Como gosto de IGREJINHAS...

Há 100 anos, em um pequeno lugarejo chamado Cachoeiro de Macaé, no Estado do Rio de Janeiro.
Era colocada a Pedra fundamental de Inauguração da Igreja Batista em Cachoeiro de Macaé.
Localizada no alto de um monte. Mais perto do Céu.
Ao longo dos 100 anos, esta Igreja já teve em seu ROL de Membros 600 irmãos.
Em muitas Igrejas espalhadas por este estado têm membros que já passaram por aqui.
Esta Igreja sempre foi uma Igreja simples, tendo até mesmo Líderes sem nenhuma cultura,
irmãos que mesmo não possuindo nenhum Grau de Escolaridade, foram excelentes Líderes desta Igreja.

Fico tentando imaginar, quantas lutas, quantas dificuldades, para pregar o Evangelho de Cristo.
Como admiro Igrejinhas, em seus simples Templos, não tem como não sentir a Presença do Senhor,
Sinto um Evangelho mais “humilde” (não sei explicar)
Como gosto dessas Igrejinhas, e como as pessoas são mais simples e cheias de fé, e fidelidade
de uma fé que poucas vezes vemos nos “Grandes Templos”, uma fé pura sem interesses.
Como gosto das Igrejinhas...
Essa Igrejinha (que chamo assim com todo carinho) me foi apresentada de maneira especial:
Através da Igreja em que Congrego, tivemos o conhecimento que iria completar 100 anos este ano
Porém como toda “Senhorinha” de 100 anos precisava de reformas, estava com o teto quase caindo,
As paredes cheias de infiltrações, e precisando de muitos e muitos reparos.
através do departamento de Missões Estaduais de minha amada igreja, e juntamente com o
auxilio da Convenção Batista, foi organizado as obras de restauração da “Velha igreja”.
A minha alegria em conhecê-la foi muito grande, e mais ainda quando o meu amado esposo
foi ajudar na obra de restauração, foi a primeira vez que pode colocar as mãos na massa
na Obra do Senhor (literalmente), pois sempre trabalhou muito como motorista, e agora que ficou desempregado (creio que o Senhor está preparando o seu emprego), pode finalmente mergulhar na obra de Deus( Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.Mateus 6:33 )ajudando na restauração deste lindo Templo de pregação do Evangelho.


E como ficou linda!
 

 Como gosto das Igrejinhas...

As palavras do SENHOR são palavras puras,
como prata refinada em fornalha de barro,
purificada sete vezes
Salmos 12:6


Como gosto das Igrejinhas...

Como é maravilhoso ouvir aqueles hinários antigos, hinos que muitas vezes foram escritos com choros,
sofrimentos, retratando a luta para a Proclamação da Palavra. Hinos feitos com o coração, e com a  alma.
Vozes cansadas, que não se preocupam com a afinação, ou mesmo com a “aparência de cantor gospel” 

Apenas louvam ao Senhor.
Como é maravilhoso ouvir a Palavra de Deus pregada de maneira simples e objetiva, apenas a Santa Escritura, sem shows, entretenimentos, para que atraia a atenção dos ouvintes, 

pois apenas Sua Palavra Basta!


 Como gosto das Igrejinhas...



Tentei fazer uns slides mostrando o trabalho de restauração, feito com muito amor.
Foi quase dois meses de trabalhos diários, com a ajuda do Pr.Cláudio do Nascimento, Pastor atual da Igreja.
Um trabalho do Irmão Levanir do Nascimento, servo do Senhor que trabalha com muito amor e dedicação.

E claro meu amado esposo Jurandir fernandes, servo que trabalhou com o coração. 



Parabéns Igrejinha, você é pequena, aos olhos humanos .
Mais aos Olhos de Deus você é uma GIGANTE!
Continue sendo essa “Maravilhosa Igrejinha”
Pregando o Evangelho da Salvação.
Parabéns!



 Apesar das lutas e dificuldades, esta Igreja tem permanecido no Ideal
de Proclamar Cristo e Celebrar o Seu Centenário dizendo:
 

“ATÉ AQUI NOS AJUDOU O SENHOR”


                                


0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget