Pastor Marco Feliciano do Ministério Tempo de Avivamento critica postura da Globo contra a Igreja Universal

Pastor Marco Feliciano pede "união dos Evangélicos e orações pela igreja brasileira para que o evangelho de Cristo não seja prejudicado ou alvo de calúnias"





SÃO PAULO [ ABN NEWS ] - O pastor e cantor gospel Marco Feliciano criticou, nesta quarta-feira (19), em seu site, os ataques da TV Globo à Igreja Universal. Ele classificou como “nojenta” a reportagem exibida no último dia 11, no “Jornal Nacional”. O pastor do Ministério Tempo de Avivamento acrescentou que a matéria exibida estava mais para Projac (centro de produção da Globo) do que para a vida real.

“Não é segredo que os evangélicos já foram considerados a escória da sociedade.
Os mais novos podem não lembrar, mas evangélico era sinônimo de idiota, imbecil e sem cultura. Assumir a fé em Cristo era a certeza de ser criticado. O tempo passou e as coisas mudaram”, comentou.

Marco Feliciano ressaltou que, hoje, os evangélicos estão no governo, nas faculdades, nos consultórios e na mídia. “Os evangélicos, de escória, passaram para aceitáveis, isto é, aceitáveis desde que seus pensamentos, ideologias e interesses não confrontem os de outrem. Os evangélicos cresceram e respondem por boa parte do mercado consumidor. Números recentes apontam um total de, no mínimo, 40 milhões de evangélicos; creio que é muito mais. Contudo, podemos ter 50 milhões de evangélicos, mas nunca teremos 5 milhões de irmãos”, comparou.

O pastor lembrou de alguns casos que geraram polêmica, como o desabamento de um telhado da Igreja Renascer; o missionário David Miranda, da Igreja Pentecostal Deus é Amor, acusado de evasão de divisas e lavagem de dinheiro; e o pastor Silas Malafaia, acusado de homofobia e discriminação por várias entidades.
Segundo Marco Feliciano, todos os inquéritos foram concluídos e ninguém foi condenado.

“O que me causou repúdio, e agora é para os que se dizem irmãos, é a inércia da nossa classe, os evangélicos. Vejo as pessoas falando mal de líderes, igrejas, costumes, doutrinas, etc. Onde estão os irmãos na hora da acusação?
Onde estão os que juraram amor à obra?”, frisou.

“Você pode não ter simpatia pelo pastor Marco Feliciano, pastor Silas Malafaia, bispo Edir Macedo, apóstolo Estevam, bispa Sônia Hernandes e o missionário David Miranda. Porém, você não pode acreditar em tudo o que vê ou lê. É preciso apurar todos os fatos. A briga entre Globo e Record é nossa?
Sim, pois respinga nos evangélicos”, observou.

O pastor disse ainda que todas as igrejas tem a prática do dízimo, libertação e cura. “Quer me fazer acreditar que em sua igreja ninguém nunca saiu falando mal dela e de suas práticas? Não defendo a Record como empresa, mas a IURD como igreja.
Como defendi os nomes e casos que citei acima. Se estivessem errados, eu seria o primeiro a falar. Não estavam. É véspera de ano eleitoral, a Record chegou a cravar 10 pontos na segunda colocada, cresce acima da média e, convenhamos, isso não agrada ninguém”, enfatizou.

Marcos Feliciano pediu mais união entre os evangélicos.
“Toda vez que um evangélico é indiciado, respinga em nós. Chega! Acabou a farra!
Se você tem algum veículo de comunicação (site, blog, twitter, etc.), use-o neste momento. Defenda sua fé!”, convocou.

O pastor fez questão de registrar sua solidariedade à Igreja Universal do Reino de Deus, especialmente ao líder, Bispo Edir Macedo. “Podemos divergir em vários assuntos doutrinários, mas o que une os evangélicos como um todo é muito maior: Jesus Cristo. Assim como a Rede Record, faço a seguinte pergunta: como a Rede Globo teve acesso ao processo que corre em segredo de justiça?”, criticou.

A mensagem - Confira a mensagem do Pr. Marco Feliciano na íntegra:

"Pr. Marco Feliciano fala sobre Globo x Record

“Prezados internautas,

Chamo internautas porque a palavra irmão foi depreciada por nós, os evangélicos. Irmãos, no meu entendimento, são pessoas da mesma família que mutuamente dão a vida um pelo o outro. Sabem a expressão “mexeu com você, mexeu comigo?”. É por ai.

Não é segredo que os evangélicos já foram considerados a escória da sociedade. Os mais novos podem não lembrar, mas evangélico era sinônimo de idiota, imbecil e sem cultura. Assumir a fé em Cristo era a certeza de ser criticado.

O tempo passou e as coisas mudaram.

Hoje os evangélicos estão no governo, nas faculdades, nos consultórios e na mídia. Os evangélicos de escória passaram para aceitáveis, isto é, aceitáveis desde que seus pensamentos, ideologias e interesses não confrontem os de outrem. Os evangélicos cresceram e respondem por boa parte do mercado consumidor. Números recentes apontam um total de, no mínimo, 40 milhões de evangélicos; creio que é muito mais. Contudo, podemos ter 50 milhões de evangélicos, mas nunca teremos 5 milhões de irmãos.

A Rede Globo, detentora de um império considerável, nos últimos dias tem atacado a Igreja Universal do Reino de Deus. Não posso considerar matéria jornalística o que vi no dia 11 de agosto de 2009 e até o momento. Fiquei com nojo quando vi a reportagem que está mais para o Projac do que para vida real.

Não quero cair no mérito das brigas entre Rede Globo e Rede Record. Quero entrar em outra discussão.

Lembram do caso da Igreja Renascer, onde o telhado caiu e todo mundo falou que a Igreja era irresponsável? Diversos veículos de comunicação acusando e ninguém, exceto alguns, do qual eu me incluo, prestou solidariedade e acreditou na igreja. Vocês já esqueceram do caso? Eu não.

Olhem um trecho da reportagem, uma verdadeira reportagem, abaixo:

“Em nota divulgada à imprensa nesta quarta-feira (27/05), o advogado Luiz Flávio Borges D`Urso, que representa a Renascer em Cristo, afirma que teve acesso ao laudo do IC (Instituto de Criminalística), entregue ontem à polícia. Segundo ele, os peritos isentam a igreja de responsabilidade pelo desabamento da sede em janeiro. O acidente causou nove mortes e deixou mais de cem feridos no Cambuci, zona sul de São Paulo”.

Fonte: Igospel

Nos últimos anos o líder da Igreja Pentecostal Deus é Amor foi acusado de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Você esqueceu? Eu não.

Para quem não sabe, ou não quer lembrar, informo que parte dos inquéritos foi arquivada e, nos que viraram processos, o missionário David Miranda foi absolvido. Isso ninguém falou? Que coisa, não?

Em 2007, o Pr. Silas Malafaia foi acusado de homofobia e discriminação por várias entidades, especialmente a ABGLT. Você lembra?

Para concluir, o resultado foi o mesmo dos casos acima e, para minha felicidade, ele contou com apoio de diversas lideranças evangélicas.

O que me causou repúdio, e agora é para os que se dizem irmãos, é a inércia da nossa classe, os evangélicos. Vejo as pessoas falando mal de líderes, igrejas, costumes, doutrinas, etc. Onde estão os irmãos na hora da acusação? Onde estão os que juraram amor à obra?

Você pode não ter simpatia pelo pastor Marco Feliciano, Pr. Silas Malafia, Bp. Edir Macedo, Ap. Estevam, Bp. Sônia Hernandes e o missionário David Miranda. Porém, você não pode acreditar em tudo o que vê ou lê; é preciso apurar todos os fatos.

A briga entre Globo e Record é nossa? SIM, pois respinga nos evangélicos.

Vai dizer que sua igreja não tem a prática do dízimo, libertação e cura? Quer me fazer acreditar que em sua igreja ninguém nunca saiu falando mal dela e de suas práticas?

Não defendo a Record como empresa, mas a IURD como igreja. Como defendi os nomes e casos que citei acima. Se estivessem errados, eu seria o primeiro a falar; não estavam. É véspera de ano eleitoral, a Record chegou a cravar 10 pontos na segunda colocada, cresce acima da média e, convenhamos, isso não agrada ninguém.

O Pr. Silas Malafaia tem um dos melhores programas evangélicos do país, as obras da Igreja Renascer dispensam comentários e o David Miranda é exemplo para nós.

Toda vez que um evangélico é indiciado respinga em nós. Chega! Acabou a farra!

Se você tem algum veículo de comunicação (site, blog, twitter, etc) use-o neste momento. Defenda sua fé!

Quero registrar minha solidariedade e fé para com a Igreja Universal do Reino de Deus, especialmente ao seu líder, Bispo Edir Macedo. Podemos divergir em vários assuntos doutrinários, mas o que uni os evangélicos como um todo é muito maior; Jesus Cristo. Assim como a Rede Record faço a seguinte pergunta. Como a Rede Globo teve acesso ao processo que corre em segredo de justiça?

Dia 06 de setembro está chegando. Teremos um programa especial e este assunto veio somente ratificar em meu coração o que devemos fazer.

Enquanto isso ore por nós. Ore pela igreja brasileira e para que o evangelho de Cristo não seja prejudicado ou alvo de calúnias. Defenda a sua fé e honre o nome cristão que você leva junto com você.

Um forte abraço,

Pr. Marco Feliciano, DD.”

Fonte: www.marcofelicano.com.br

3 comentários:

claudio pimenta disse...

Defender uma seita que prega a idolatria, na sua rede de tv vende tudo que nao presta e mais um pouco ? misericordia esses caras nao conhecem nada de biblia alem de historia do cristianismo
Pena que deixaram de ser protestantes e tornaram-se evangelicos

queria que essa cambada assistisse esse video0

http://www.youtube.com/watch?v=J34BKJet43Q&eurl=http%3A%2F%2Fwww%2Evemvertvblog%2Ecom%2F&feature=player_embedded

Creio que ficaraim com raiva do pregador


www.exejegues.blogspot.com

21 agosto, 2009
henrique disse...

Oi Tania, gostei dos seus pensamentos, e gostaria de fazer parte do rol de amigos seus para fazermos amizades.

21 agosto, 2009
Anônimo disse...

claro que os evangélicos tornaram-se aceitáveis, pois algumas lideranças e representantes andam a frequentar a maçonaria...

30 outubro, 2009
Ocorreu um erro neste gadget