Casamentos Arranjados - Índia



Muitos dos casamentos de famílias hindus são arranjados entre as famílias dos noivos para proteger os laços familiares, os quais são muito importantes para as pessoas da Índia.
Os pais procuram por apropriados parceiros para seus filhos de familias da mesma religião ou castos.
Os jovens indianos raras vezes casam-se fora de sua própria religião ou casta, mas podem ocorrer exceções. Através de um casamento arranjado, duas famílias entram em uma relação mútua.
Quando problemas surgem no casamento, ambas as famílias tentam trabalhar juntas para ajudar o casal a resolver o problema.
Alguns hindus acreditam que uma pessoa solteira não tem status social.
Um casamento hindu é considerado uma perpétua aliança, um sagrado e inalterável união.
Raramente, um casamento tradicional hindu é confiado aos caprichos de um jovem e uma jovem.
Os pais arranjam a aliança depois de consultar os mais velhos ou anciãos da família e os astrólogos indianos, comparando primeiro, horoscópos, castas, e contexto familiar e social.
A cerimônia de um casamento hindu é cheia de simbolismos, e preparativos geralmente começam semanas antes do evento.
O ritual praticado pode variar em detalhes de região para região, mas o ritual védico tem permanecido inalterado por mais de 2000 anos.

Construindo um altar para o deus Agni (divindade vedica do fogo), o sacerdote hindu diz assim agir como Brahma, o criador.
A noiva e o noivo são também comparados à deuses e deusas hindus: Shiva e Shakti ou Vishnu e Lakshmi. O casamento é completo quando o noivo prende um fio sacrado (cheio de flores), chamado mangala sutra, ao redor do pescoço da noiva, o casal caminha ao redor do fogo e recita os versos de casamento do Rig Vega, e "bençãos" são conferidas à eles pelos anciãos presentes.

Segundo eles, a união é desta forma santificada, fazendo o divórcio uma coisa impensável na tradição indiana. Não existe palavra equivalente para a palavra divórcio no dicionário de qualquer língua indiana.
Talaq, significa divórcio, é usada livremente em Hindi, mas este é um termo arábico importado pelos muçulmanos, para os quais o divórcio é permitido, embora fortemente desencorajado.


extraído do site:
www.orepelaindia.com

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget